Prefeitura de São Sebastião realiza fórum para elaboração de normas às pessoas em situação de violência.

Prefeitura de São Sebastião realiza fórum para elaboração de normas às pessoas em situação de violência.

Prefeitura de São Sebastião, e a Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES) vai realizar  dia 16, às 9h, no Teatro Municipal, o ‘Fórum Técnico para Elaboração do Fluxo de Atendimento às Pessoas em Situação de Violência’. O objetivo do encontro é discutir o atendimento ofertado pelas unidades públicas de educação, esportes, saúde e segurança, além dos equipamentos socioassistenciais, nas ocorrências de violência contra os grupos prioritários: crianças, adolescentes, mulheres, idosos e pessoas com deficiência.

A violência é notificada constantemente na ‘Lista Nacional de Notificação Compulsória de Doenças’, agravos e eventos de saúde, nos serviços públicos e privados, em todo o território nacional. Com o fluxo de atendimento serão definidos os passos que cada serviço deverá adotar antes, durante e depois do processo de notificação compulsória.

Estarão presentes representantes das secretarias municipais, Guarda Civil Municipal (GCM); PROCON; Ministério Público; Defensoria Pública; Conselho Tutelar; Instituto Médico Legal (IML); Delegacia de Defesa da Mulher; Bombeiros; e Polícias Militar, Civil e Federal.

Segundo o coordenador do fórum, Henrique Simões, diretor de Desenvolvimento Social e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), o fluxo deverá funcionar como um guia operacional para os servidores públicos que atuam no Sistema de Garantia de Direitos e para qualquer cidadão que queira atuar como um agente notificador nas ocorrências de violência.

De acordo com o Instituto Sou da Paz, em parceria com o Jornal O Estado de São Paulo, entre as cidades do Litoral Norte, com mais de 50 mil habitantes, São Sebastião é o município mais seguro. O ranking, divulgado em abril de 2018, mostrou que a cidade tinha menos exposição a crimes violentos do que Ubatuba e Caraguatatuba.

Gostaria de dizer algo ?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*