Enfrentar a pandemia é meta do Porto de São Sebastião e da Comunidade do Araçá

Enfrentar a pandemia é meta do Porto de São Sebastião e da Comunidade do Araçá

 

A escassez de máscaras no mercado, no atendimento às necessidades da população sebastianense, somada à percepção do risco de contágio do Covid19 para os trabalhadores do Porto de São Sebastião, foram itens que levaram o presidente da Cia Docas, Eng. Paulo Oda a solicitar apoio da comunidade sebastianense, neste momento em que o mundo atravessa uma pandemia.

Diante disso, foi solicitado à Comunidade do Araçá, representada pela líder comunitária, Izaneide Sales, a colaboração de costureiras que pudessem confeccionar máscaras caseiras reutilizáveis, para uso dos operadores e guardas portuários.

Prontamente atendido, Paulo Oda recebeu as primeiras costureiras na Cia Docas onde foi disponibilizado um local para o trabalho voluntário de 3 costureiras que lançaram a meta inicial de 300 máscaras para atender os departamentos portuários. A entrega destas máscaras ocorreu no último dia 7 de maio atingindo o objetivo do grupo de trabalho que envolveu também os funcionários na distribuição.

Diante do espírito de solidariedade das voluntárias, Izaneide Sales, Lindalva Oliveira, e Luzia Prado, foi proposto ao presidente da Cia Docas a continuidade deste trabalho e assim garantir a distribuição das máscaras para os mais necessitados, para o complexo hospitalar do município e para as escolas, quando estas voltarem às atividades.

Somando esforços ao trabalho voluntário, o projeto passou a receber mais apoios, incluindo a empresa Suma Assessoria Técnica Aduaneira do Grupo Pronave, que, na pessoa de sua diretora, Dalma Daré de Souza, ofereceu local de trabalho para a instalação das máquinas de costura, proporcionando um espaço confortável para as costureiras.

Como o enfrentamento do Covid 19 exigirá o uso constante de máscaras após a quarentena, a ideia agora é expandir a “corrente do bem”, com a meta de 3.000 máscaras confeccionadas.  Neste sentido já se uniram ao projeto as voluntárias Geni de Oliveira, Maria Neuma de Souza Ramos e Laura Azevedo de Araújo Oliveira.

Atendendo aos pedidos das moradoras dos bairros mais distantes do centro de São Sebastião, a Cia Docas proporciona kits contendo moldes, instruções, tecidos, linhas e elásticos para que elas possam confeccionar as  para doação máscaras em suas casas, evitando desta forma a exposição e aglomeração no ambiente de trabalho, conforme a legislação federal, estadual e municipal.

Todo o material necessário para a confecção tem sido patrocinado pela Cia Docas, através do seu presidente Eng. Paulo Oda, que vem  conclamando a contribuição para esta “corrente do bem” a exemplo da Pronave que também se dispôs a colaborar com parte do material.

As contribuições podem ser encaminhadas à Cia Docas, localizada à Rua Dr. Altino Arantes 410, Centro, São Sebastião, Tel. 55-12- 38921899, com Eliana.

 

Gostaria de dizer algo ?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*